logo

Finanças Pessoais

Blog do Rui Finanças

Gerir as finanças pessoais é uma tarefa importante, vejamos porquê:

  • Sabe quanto gasta por mês em alimentação?
  • No final do ano conseguiu poupar algum dinheiro? ou ficou mais pobre? quanto?
  • Se perder 20% do ordenado qual o impacto na conta bancária no final do ano?
  • Quais as despesas que posso cortar para puder investir noutro projeto?
  • Na eventualidade de perder o emprego quantos meses consigo aguentar até à falência?

Estas são algumas questões importantes na gestão financeira pessoal, mas há certamente muitas mais. Para dar resposta a estas e outras questões há que controlar as suas receitas e despesas. Neste pequeno artigo vou expor a forma como faço esse controlo.

Começo por vos deixar uma versão simplificada da folha de cálculo que utilizo, disponível em Finanças.xlsx. A folha, ou melhor, o livro contém as seguintes folhas:

  • Contas
  • Mapa
  • Jan, Fev, Mar, ..., Dez

Escolhi a folha de cálculo, e já experimentei ferramentas próprias para gestão financeira, pelo facto de ser uma muito flexivel, e de conhecimento geral.

Passo a detalhar cada folha:

Contas

Exemplo do ficheiro:

Contas

Estas são as contas que normalmente utilizo:

  • Emergência - Valor para gastos de emergência. Este montante deve estar sempre disponível para qualquer situação imprevista, como acidentes, despesas inesperadas, etc. Se tiver que recorrer a esta conta deverá, assim que possivel, voltar a restabelecer o montante;
  • Férias - Valor para férias, que será limpo, ou zerado, após as férias. Todos os meses pode transferir um montante para esta conta de forma a fazer as suas férias conforme planeado;
  • Poupança - As suas poupanças;
  • Reforma - PPR's e outros mecanismos para garantir a sua reforma;
  • Div. Habitação - O valor que ainda deve ao banco, relativo à sua hipoteca.

Estas contas podem ou não corresponder a contas efectivas. Por exemplo, se tiver 5600 num depósito a prazo, este pode cobrir a conta de emergência e as férias. E ainda vai ganhando uns juros, que pode ir colocando na conta de Poupança.

Crie as contas que necessitar de forma a ter uma visão geral do seu dinheiro, actualizado mês a mês. A folha mostra o saldo mensal, e no final o saldo anual, para saber se foi um ano bom.

Mapa

Exemplo do ficheiro:

Mapa

Esta folha mostra um mapa anual de todas as suas despesas, devidamente classificadas por rúbricas.

Nesta folha só tem que definir as rúbricas e tudo o resto é automático. Existem rúbricas para entrada de dinheiro, ou seja, as receitas (fundo verde, númeradas de 1 a 6, podendo ir até 9), e rúbricas para saída de dinheiro, despesas (fundo laranja, numeradas de 10 a 30). Estas são algumas das que utilizo, mas você pode considerar outras. ALTERE apenas o nome, por exemplo, "Salário José" para "Salário Joana", se for o caso. Nesta folha não altere mais nada.

Os valores apresentados em cada coluna provêm das folhas seguintes: Jan, Fev, ..., Dez.

Este mapa apresenta também um sado mensal, um pequeno gráfico de receitas e despesas, e outros dados úteis que o ajudam a percerber exactamente onde voçê gasta o seu dinheiro. Passe algum tempo a estudar este mapa e verá que será muito útil.

Jan, Fev, Mar, ..., Dez

Exemplo do ficheiro:

Movimentos

Nesta folha irá registar todos os movimentos da sua conta à ordem. Basta aceder ao seu home-banking e exportar os movmentos para excel. Depois copie para esta folha a data, a descrição e o valor do movimento (colunas A, B e C). O Saldo é apenas a soma do saldo anterior com o valor do movimento. A primeira linha do mês (fundo amarelo) transporta o saldo do mês anterior.

Para terminar, só tem que indicar o nº da rúbrica em frente a cada movimento (coluna E). Assim que o fizer, o Mapa será atualizado.

Fazendo Previsões

Sugiro que preencha logo os movimentos previstos para todo o ano, pelo menos os principais. Se já tiver dados do ano anterior utilize-os, pois terá uma base de partida muito útil.

A previsão permite-lhe planear todo o ano, fazendo dessa forma uma melhor distribuição do dinheiro e ficando a saber "com o que pode contar". Por exemplo, a resposta à questão "Na eventualidade de perder o emprego quantos meses consigo aguentar até à falência?" pode ser respondida indo aos meses restantes do ano e colocando a zero o movimento "Vencimento". Depois estude o mapa para ver quanto necessita para cobrir todas as suas despesas, e tendo em conta as suas possibilidades, quantos meses consegue aguentar até ficar a zeros.

Passe algum tempo a estudar os números e vai ver que o ajudará na vertente financeira.

E pronto, de uma forma simples, dispensando apenas de alguns minutos por semana/mês, consigo crontrolar as minhas finanças de uma forma efectiva.

Espero que este artigo possa ser-lhe útil e ajudá-lo nesta tarefa. Boas finanças.

 


Comentários

Um artigo muito interessante. Um autor inteligente sem procurar o benefício próprio. Excelente partilha de conhecimento. Muito obrigado

Paulo Tavares, Dublin, 2019-07-18 22:10:26

Deixe o seu comentário